INEA lança a site Visite Parques Estaduais do Rio de Janeiro

Ontem (30/11), o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) lançou uma nova plataforma para divulgar os parques estaduais à população. O site Visite Parques Estaduais RJ , fruto do "Projeto de Fortalecimento e Implantação da Gestão do Uso Público para o Incremento da Visitação nos Parques Estaduais do Rio de Janeiro",  reúne informações como os atrativos, trilhas, lista dos condutores credenciados e uma seção dedicada à observação de aves, onde é possível baixar um folder com as espécies de aves que podem ser avistadas na unidade.

USO PÚBLICO EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

— Nós queremos que as pessoas venham aos parques, que essas unidade de conservação virem uma destino para as pessoas desfrutarem desses espaços tão belos e importantes para o estado — disse o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Inea, Paulo Schiavo — Tudo isso, é claro, respeitando os limites e as características ambientais de cada área.

Foto : Igor Murilo

DAP MARCA PRESENÇA

O desenvolvedor em JS responsável pelo desenvolvimento da plataforma de Mapas Interativos, Igor Murilo, esteve presente na solenidade no Museu do Amanhã. O desenvolvedor relatou que foram distribuídos folders contendo cada mapa de unidade de conservação.
O site informa e dialoga com as pessoas que buscam lazer em áreas verdes, facilitando o acesso ao fornecer informações como o tipo de atração, horário para observação de aves e traçado de trilhas de cada unidade — ressaltou Igor.

SONHO ANTIGO

O site era um sonho antigo do Inea e levou cerca de 2 anos para reunir toda a informação necessária para construí-lo. Principal responsável pela criação do site, a coordenadora de Visitação, Negócios e Sustentabilidade, Manuela Tambellini, fez questão de agradecer aos guarda-parques de cada unidade, que compartilharam o seu conhecimento para alimentar a plataforma. “Para fazer um site com informações do estado inteiro, sobre múltiplos atrativos naturais, você precisa contar com os braços que estão nas unidades. Então os gestores e os guarda-parques, que vivem o dia-a-dia da unidade, foram fundamentais para nos ajudar com conteúdo, desde fotos até o mapeamento das trilhas, com a classificação do nível de dificuldade e, a duração”, explicou a coordenadora.


Foto : Duda Menegassi

CONTEÚDO

No site do Inea estão informações sobre 11 parques do Estado do Rio de Janeiro além da Reserva Ecológica Estadual da Juatinga. São eles: Parques Estaduais da Pedra Branca, situado na Zona Oeste do Rio; do Mendanha, na Baixada Fluminense; da Concórdia, no Médio Paraíba; da Ilha Grande, no Sul Fluminense; da Costa do Sol, na Região dos Lagos; dos Três Picos, na Região Serrana do Rio; Cunhambebe, no Sul Fluminense; da Tiririca, na Região Metropolitana do Rio (abrange partes dos municípios de Maricá e Niterói); da Pedra Selada, no Centro Sul Fluminense; Lagoa do Açu e Desengano, ambos situados no Norte Fluminense; e a Reserva Ecológica Estadual da Juatinga na paradisíaca cidade de Paraty, no Sul Fluminense.

DESENVOLVIMENTO DO WEBSITE

A Dap desenvolveu o site Visite Parques Estaduais para o INEA utilizando HTML5, PHP, JS e muito CSS. Para a elaboração da plataforma de Mapas Interativos utilizamos a biblioteca opensource Leaflet com basemaps Google Maps e Arcgis. O site possui um Sistema de Gestão de Conteúdo do portal, de cada unidade de conservação, bem como para cada mapa interativo, de maneira em que qualquer analista possa modificar o conteúdo de forma simples. O portal ainda conta com um formato responsivo, onde o usuário pode navegar tranquilamente de seu celular.






 


dapweb
Equipe Dapweb

Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2011) CRbio 96.148. Coordenou o setor de Planejamento Ambiental no Instituto Terra de Preservação Ambiental - ITPA , instituição do terceiro setor, atuando em recuperação de áreas degradadas e conservação de áreas protegidas. Realizando atividades de coordenação de projetos, planejamento ambiental, sistemas de informações geográficos, pagamento por serviços ambientais, desenvolvimento rural sustentável, gestão de recursos naturais, levantamento fundiário, monitoramento ambiental. Em 2017 fundou a Dap e atualmente realiza com levantamentos topográficos, aerofotogrametria com drones e desenvolvedor de sistemas webgis.